Os 10 Mandamentos: como acabar com a educação

I. Pagarás mal o seu professor e garantirás que jamais tenha uma boa formação, tornando a profissão escolha de quem não teve outra opção.

II. Afastarás o quanto puder a universidade da escola e criarás teorias que jamais se aplicarão no mundo real.

III. Universalizarás o acesso à escola, mas não darás condição para que os profissionais da educação desempenhem bem as suas funções.

IV. Aprofundarás gradualmente a distância entre a rede pública e a rede privada, de forma a parecer que tudo que é pago é melhor, mesmo não sendo verdade.

V. Aplicarás avaliações externas que sejam encaradas como única saída para melhoria na educação, fazendo com que as escolas tornem-se apenas preparatórias para esses testes e não formem o aluno de maneira integral.

VI. Nomearás secretários e ministros puramente pelo caráter político da indicação e que desconheçam as carências do sistema.

VII. Favorecerás a privatização da educação, permitindo que grupos que se importam mais com lucro que com a formação sejam bem sucedidos, ampliando a criação de cursos de péssima qualidade, mas que aumentem a cada ano o número de matrículas.

VIII. Reduzirás o orçamento da Educação toda vez que o país entrar em crise, pois gastos com a máquina são muito mais importantes do que manter e ampliar a nível educacional da população.

IX. Discursarás a favor da qualidade do ensino, promoverás debates acalorados no Congresso e dirás que a educação é única saída para o país, mas não moverás uma palha para que isso se concretize.

X. Mas apesar de tudo, jurarás de pés juntos que tudo está melhor e que nunca nenhum outro governo fez tanto pela educação.

por Danilo Pastorelli

10 comentários sobre “Os 10 Mandamentos: como acabar com a educação

  1. Se professor é uma mescla de prazer e dor…prazer em partilhar o pouco que sabemos com centenas de pessoinhas, acreditando que um dia aquilo lhe servirá de algo e dor por sermos menosprezados e desvalorizados pelo próprio sistema.

  2. Olá Danilo,

    Infelizmente presenciei durante meus 35 anos de vida a queda gradual e constante da importância do ensino no país, principalmente através dos olhos da minha mãe que, mesmo sendo a maior entusiasta que conheci dessa que é a mais nobre das profissões, não conseguiu seguir adiante e deixou há cerca de dez anos a sua vida de professora… com uma tristeza no semblante tão profunda que muitos diriam ter perdido um filho.

    Espero de todo meu coração que seu blog ajude a devolver o brilho aos olhos daqueles que, como ela, tiveram seu amor pelo ensino combalido pelos constantes maus tratos.

    Parabéns e um grande abraço,
    Guilherme

    • O envolvimento para a revalorização da educação deve ser de todos os brasileiros, pois é difícil pedir socorro apenas para os colegas que também estão se afogando. Dia virá, espero eu, em que a mesma mobilização para a liberalização da maconha reforce o coro e o esforço para a melhoria de nosso sistema de ensino.

      Obrigado pelo comentário e grande abraço!
      Danilo

  3. Obrigado por materializar em palavras, frases aquele sentimento que está há muito entalado na garganta…felizmente vivi o antes e infelizmente o depois de uma escola pública descente, tantos mestres que conheci e tantos inoportunos também…para ficar por aqui!!! Mais uma vez…pensar e aprender a materializar para a mudança concreta para o bem maior: a Educação descente!!! Parabéns pelos ’10 Mandamentos’.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s